segunda-feira, 7 de junho de 2010

Os excluídos da florestania









Aliás, os únicos "incluídos" são os que têm DAS no governo.

As imagens foram feitas pelo fotógrafo Dhárcules Pinheiro.

Um comentário:

  1. Nielsen O. M. Braga7 de junho de 2010 17:53

    Se os pais desses pequeninos tivessem tido acesso pleno à escola, seriam pessoas mais esclarecidas, não gerariam tantas vidas inocentes para, depois, atirá-las à própria sorte, sem dar-lhes acesso ao que também não tiveram (educação, saúde, moradia), portanto teriam mais discernimento, escolheriam melhor, seriam mais críticos, mais questionadores e não seriam reféns dessa sina que a vida lhes impôs: ser nada mais que massa de manobra, servir de escada e trampolim para poderosos que realmente nunca saberão o que é viver nas condições registradas nestas fotos que, aos 'cidadãos' no real sentido da palavra, deveriam emocionar, mas de tão banalizadas são simplesmente repelidas de nossa mente, tal como um pensamento ruim... Nossos pobres estão pobres não só de dignidade, mas também de amor próprio, isso eles nem sabem mais o que é, se ainda o tivessem se revoltariam, não aceitariam tão facilmente ser a eterna vítima das circunstancias plantadas pelos homens-de-gabinete. O contingente de desdraçados, desvalidos e desfavorecidos de tão pacífico chega a dar raiva! Pobreza não deveria ser desculpa para tanta passividade. Infelizmente ninguém nunca os enxergará enquanto forem apenas 'coitados' e dignos de dó. Eles precisam entender a força que tem quando estão juntos em toda a sua feiúra, doença e miséria. Aí sim, serão imbatíveis!

    ResponderExcluir