terça-feira, 19 de abril de 2011

A lógica, mais uma vez, desmente o governo


Os tomates já eram conhecidos das civilizações inca, maia e asteca antes mesmo da chegada dos europeus ao continente. Cinco séculos depois dos gringos terem ambientado a fruta ao Velho Mundo, o governo petista anuncia que a descoberta de uma nova técnica de plantio vai possibilitar a expansão do cultivo no Estado.

“Essa é uma técnica adequada para o nosso Estado. O produtor tem imensa facilidade no manejo e o tomate é totalmente sem agrotóxico. No balde são colocados apenas areia e material orgânico”. A explicação é do produtor Carlos Aparecido, o Carlão, que segundo a assesoria do governo "implantou um projeto piloto em sua propriedade, no Quinari, e espera faturar R$ 2 mil por mês com a plantação de mil pés de tomate".

Carlão está certo em dizer que a técnica é adequada ao Acre? Duvido. Cultivar hortaliça em balde é coisa de quem mora em cidade grande e não dispõe de espaço para plantar. Não é à toa que seu aprendizado se deu em São Paulo.

Nosso caso é totalmente diferente do que eles pretendem nos fazer acreditar: há terras demais e produção de menos, justamente porque o governo não incentiva os agricultores.

A oposição ainda haverá de aprender que a lógica é a arma mais poderosa que se pode usar contra o governo do PT.

5 comentários:

  1. Archibaldo, preço do tomate produzido da região aqui em Cruzeiro: R$ 9,00 o quilo.

    É um pouco maior que uma acerola.

    Tomates cultivados em baldes... Tenha santa paciência...

    ResponderExcluir
  2. Cleomilton, vc sendo de Cruzeiro do sul deve lembrar-se que pouco mais de um ano, aí em Cruzeiro também foi apresentado uma safra record de tomate, lembra??? o que houve com Ela, será que essa vai pro mesmo rumo??? alguém pode explicar, já que a maneira de cultivo no Quinari é diferente????

    ResponderExcluir
  3. Acho melhor chamarem o Leonardo (o cantor) ele é craque neste negócio de plantar tomates. A gente podia exportar esses tomates pra China!

    ResponderExcluir
  4. É deprimente ver Tião Viana nessas fotos, um dia com melancias, outro com peixes, outro com tomates e dizendo que o Acre vai ser exportador desses produtos. A produção do Acre está parada a anos, e mesmo assim é mantido em cargo vitalicio, o incompetente secretário Mauro Ribeiro, um homem que não apresentou em doze anos à frente da pasta um projeto coerente e de continuidade, nada do que tenta fazer dá certo e aínda tenta, com sua boa oratória, dizer que no Acre se produz alguma coisa além de cheiro verde. Nem sua sociedade na álcool verde garantiu a produção de um litro de etanol até agora, chego a desconfiar dos reais motivos que levam o governador Tião Viana a mantê-lo no cargo até agora, não há saco que aguente.

    ResponderExcluir
  5. Xivanildo da Conceição, Um Acriano3 de maio de 2011 17:11

    Faço minhas as palavras do Anonimo, gente esse pessoal tem de parar de pregar mentiras que o Acre isso, que o Acre aquilo, tudo mentira... Nem industria de preservativo dá lucro por essas bandas às vezes acho que enterraram a cabeça de um porco nestas terras logo que Galvez chegou aqui, superstições à parte. Ou a gente é muito acomodado ou o governo é muito otimista.

    ResponderExcluir